Top Ad 728x90

More Stories

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Vereador Mauro recebe apoio de internautas e colegas após publicar nota de repúdio nas redes sociais.

Por
Na tarde desta quinta-feira (22), foi publicado no site Acrelândia News, de propriedade do radialista Adriano Mendes, e assinado por Nesio Mendes, de que o vice presidente da câmara de vereadores de Acrelândia, estaria articulando para tirar a Secretária de Saúde Valeria Lima da pasta.
  
O vereador Mauro Ramalho Correa (PMDB), publicou nas redes sociais uma nota de repúdio contra as declarações feitas por uma pessoa na qual ele chamou de, sem caráter, e sem moral perante a população de Acrelândia.  
Na nota Mauro diz que jamais se reuniu com o prefeito Ederaldo Caetano, para que fosse tirado qualquer secretário de sua administração. 

E ainda disse que tem a maior admiração e respeito pelo trabalho da Secretária de Saúde Valeria Lima. 

No final da nota o vereador diz que como homem público, reconhece a importância da imprensa e da liberdade de expressão, mais não poderia se calar diante de uma matéria criada para gerar um desconforto na base governista da qual ele faz parte. 

Após a publicação da nota nas redes sociais o vereador Mauro recebeu apoio dos internautas, e de seus colegas vereadores.

O internauta Claudeir Moura Ataide, disse: 

" Creio que o vereador Mauro não faria isso, e a questão de estar sempre na secretaria é o trabalho dele está atualizado com a questão que envolve a saúde do povo de Acrelândia, parabéns vereador pelo esclarecimento".

O vereador Valderi Bittencourt (PSL) escreveu: 

"Quero aqui parabenizar o colega vereador pelo excelente esclarecimento feito a nossa população, informando que estamos para incentivar e aplaudir o excelente trabalho da nossa secretária Valéria à frente da Secretaria de Saúde de nosso município".

O vereador Ivanir Vasconcelos (PSB), foi outro que prestou apoio e disse: 

"Muito bom colega Vereador Mauro. Trazer a Verdade para esclarecer à todos."

A vereadora Rosa (Pros) também deixou seu apoio ao vereador: 

"É companheiro e nobre vereador creio que vossa excelência, e nenhum representante do povo, tem motivo para esta querendo a cabeça da nossa secretária Valéria, pois ela tem desempenhado um excelente trabalho na nossa saúde, mais lhe parabenizo pela a sua defesa pois o povo tem q saber que verdade ainda é fundamental em qualquer cidadão".


Confira a nota: 





O vereador Mauro Ramalho Correa (PMDB), torna pública a presente NOTA DE REPÚDIO em face de uma matéria vinculada no site Acrelândia News e assinada por Nesio Mendes. 
Primeiramente quero deixar bem claro que em nenhum momento me reuni com o prefeito Ederaldo Caetano para pedir a saída de nenhum Secretario de sua administração.
Sobre o fato de eu estar articulando a saída da Secretária de Saúde Valeria Lima, isso é uma mentira sem tamanho feita por uma pessoa sem caráter e sem moral nenhuma perante a população de Acrelândia. 
Eu tenho a maior admiração e respeito pelo trabalho da Secretária Valeria Lima, e sempre estarei apoiando o seu trabalho à frente da secretaria de Saúde. 
Eu como homem público, reconheço a importância da imprensa e da liberdade de expressão, mais não posso me calar diante de uma matéria criada para gerar um desconforto na base governista da qual faço parte.  


Acrelândia (AC) 22/06/17 
                                    Mauro Ramalho Correa                                                   Vereador                                     


Casos de conjuntivite aumentam; especialista esclarece sobre sintomas e cuidados

Por
Vermelhidão nos olhos, uma coceira dolorida e, de repente, lá está ela: a conjuntivite. O tempo quente e com pouca incidência de chuvas cria condições favoráveis para a disseminação da inflamação na membrana que reveste a parte frontal dos olhos e o interior das pálpebras. Apesar de não ser grave, a conjuntivite causa sintomas incômodos e que incapacitam a pessoa de realizar suas tarefas cotidianas.
Em Rio Branco, o aumento dos sintomas da doença tem sido notificado nas Unidades Básicas de Saúde, e nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) da capital. Existem dois tipos de conjuntivite: a viral e a bacteriana, sendo a primeira a mais comum no período e a mais perigosa.
Para esclarecer o que é a doença, quais os sintomas e como preveni-la ou tratá-la, o clínico-geral Renan Nunes repassa informações importantes sobre os tipos mais comuns de conjuntivite.
De acordo com o médico, nos dois tipos de conjuntivite o aspecto da doença é bem parecido. O que ajuda a diferenciá-los são os sintomas. Na viral (a mais comum do período), além da vermelhidão e do inchaço, há a sensação de areia e um forte lacrimejamento. Leva até duas semanas para a recuperação, e o tratamento pode ser feito com compressas de água fria e colírios.
No tipo bacteriano, a secreção e o inchaço são mais intensos. A vermelhidão nos olhos é comum, mas sem lacrimejamento frequente. Dura, em média, uma semana e o tratamento é à base de colírios e antibióticos.
“Vale ressaltar que as duas são transmitidas pelo contato, ou seja, a pessoa infectada coça o olho e encosta em algum objeto de uso compartilhado. Outra pessoa que encostar na superfície contaminada e levar a mão aos olhos estará sujeita a se contaminar. Por isso, é necessário manter sempre o hábito de lavar as mãos”, esclarece Nunes.
Apesar de a doença não configurar risco, ela pode se transformar em um grave problema, caso seja tratada de forma inadequada. “É comum que muitas pessoas com o quadro de sintomas não busquem atendimento profissional para constatar o diagnóstico e as formas de tratamento. Com isso acabam se automedicando, ou pior, usando aquelas receitinhas caseiras indicadas por terceiros. Isso é muito perigoso e grave. A aplicação de um medicamento errado, por exemplo, pode causar até a perda de visão. Por isso, é importante buscar atendimento médico”, explica.
Cuidados especiais com a higiene ajudam a controlar o contágio e a evolução da conjuntivite. Qualquer que seja o caso, porém, é fundamental lavar os olhos e fazer compressas com água gelada, que deve ser filtrada e fervida, ou com soro fisiológico comprado em farmácias ou distribuído nos postos de saúde.
Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o tipo de conjuntivite.

Top Ad 728x90

Top Ad 728x90