Top Ad 728x90

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

,

Apagão mata mais de 17 mil frangos e prejuízo ultrapassa R$ 200 mil

Empresária havia feito um financiamento em janeiro. Temperatura chegou a 38°C e frangos não suportaram, diz empresária.


Um prejuízo que ultrapassa R$ 200 mil é o que estima a empresária Josefa Oliveira após a morte de 17.303 frangos da sua granja que fica na estrada de Assis Brasil, interior do Acre, na colônia Floresta. Os animais morreram, neste domingo (19), após um apagão na cidade e os aparelhos que mantêm a climatização no galpão não funcionarem por algum tempo.

Ao G1, a Eletrobras Distribuição Acre informou que o responsável pelo setor está em reunião e deve se posicionar ainda nesta segunda-feira (20).

Josefa alega que a temperatura no galpão aonde estavam os frangos tenham chegado a 38°C. "Deu um apagão e, quando a energia voltou, ficou só em uma fase, sendo que precisamos de 220 volts. Os equipamentos não funcionaram e quentura foi demais e os frangos não suportaram", conta.

Ela disse ainda que tentou acionar o motor para manter a climatização, mas, os frangos já haviam morrido. Josefa diz estar muito abalada com o prejuízo, pois havia feito o financiamento em janeiro deste ano. Ela ainda não calculou o prejuízo total, mas alega que ultrapassa os R$ 200 mil. "Eu tenho que somar tudo que gastei. Porque os frangos são de um financiamento que fiz no Banco da Amazônia e era o primeiro lote que eu ia fazer financiado", diz.

Ela disse que precisa ainda somar a questão da ração e todo o investimento feito nos frangos. Josefa diz que o financiamento foi uma forma de ampliar a empresa.

Os frangos levam cerca de 40 dias para serem levados à comercialização. O primeiro lote de venda após o financiamento seria entregue nesta segunda.

Mas, Josefa diz que vai ter que deixar os cliente na mão. "Eles têm um planejamento e hoje já vão ter que ir atrás de outro frango, porque os meu morreram todos. A empresa vai ficar completamente prejudicada", lamenta.

Além do prejuízo, a empresária ainda vai ter que pagar uma equipe e maquinários para enterrar os animais na colônia. "A gente paga cerca de R$ 70 para cada pessoa da equipe para poder retirar os frangos do galpão", finaliza.

Fonte: G1 Acre

Top Ad 728x90