Top Ad 728x90

domingo, 26 de fevereiro de 2017

,

Jornalista morre durante cobertura de conflito

Veículo que transportava equipe de reportagem foi atingido por bomba, em Mossul; cinegrafista ficou ferido


A repórter iraniana Shifa Gardi morreu no sábado (25) enquanto trabalhava na cobertura da ofensiva do exército do Iraque contra o grupo extremista Estado Islâmico. Aos 30 anos, ela trabalhava na agência de notícias curda Rudaw.

De acordo com informações do jornal El País, o comboio de veículos onde a jornalista viajava foi atingido por uma bomba. O cinegrafista que trabalhava com Shifa, Yunis Mustafa, ficou ferido.

Em nota, a agência lamentou a morte: "S Rudaw perdeu hoje uma das suas repórteres mais destacadas. O jornalismo é um ambiente dominado pelos homens, mas Shifa Gardi rompeu essas percepções e estereótipos".

"Daqui queremos prestar um tributo ao seu corajoso senso do jornalismo. Em nome da Rudaw Media Network, queremos transmitir nossas mais sinceras e profundas condolências à família e amigos da falecida e à nossa equipe espalhada por todo o mundo, e desejamos uma pronta recuperação ao jornalista ferido Yunis Mustafa", escreveu a empresa.

Top Ad 728x90