Top Ad 728x90

domingo, 12 de março de 2017

,

Rio Branco registra quatro homicídios durante noite de sexta-feira (10)

Vítimas têm entre 16 e 33 anos, e foram mortos a tiros e golpes de faca. Crimes ocorreram no Alto Alegre, Taquari, Vila Acre e Aeroporto Velho.

Quatro homicídios foram registrados somente na noite desta sexta-feira (10) em bairros de Rio Branco. Entre as vítimas, estão jovens entre 16 e 33 anos que foram mortos a tiros e outros a golpes de faca. Os crimes ocorreram desde às 18h nos bairros Alto Alegre, Taquari, Vila Acre e Aeroporto Velho.

Os corpos foram para o Instituto Médico Legal (IML) e passaram por exames cadavéricos para serem liberados às famílias.

O G1 tentou falar com o responsável interino pela Delegacia de Homicídios e Proteção de Pessoas (DHPP), Fabrizzio Sobreira, mas foi informado que ele só falaria dos casos na segunda-feira (6).

Uma das vítimas é o jovem Antônio Marcos Pereira Veras, de 22 anos. O jovem, que era entregador, foi morto a tiros no bairro Taquari por volta das 20h desta sexta. De acordo com um parente de Veras, que preferiu não se identificar por medo, o rapaz estava em casa quando foi surpreendido por uma dupla, que já chegou atirando.

"Moramos todos no mesmo terreno. Vi quando dois rapazes, que acho que eram menores, entraram e passaram lá para a casa dele [Veras]. Ele estava deitado na rede e os dois já chegaram atirando à queima-roupa. Corri para a casa da frente para ver se conseguia olhar para eles, mas não deu. Pegaram a bicicleta deles e foram embora. Fui ver o Antônio e ele ainda ficou vivo uns dez minutos. Foram uns três tiros. Quando o Samu chegou, ele já tinha morrido", conta o parente.

O familiar afirmou que Veras tinha uma passagem pela polícia quando ainda era menor de idade. Segundo ele, o rapaz não era usuário de drogas e nem tinha informado qualquer tipo de ameaça.

"Falaram só que ele estava saindo com a mulher de um bandido, mas não temos certeza disso. Não sabemos o motivo de terem feito isso com ele", disse.

Outra vítima foi o estudante Rossan de Souza Freitas, de 16 anos. Ele foi morto com ao menos três tiros e uma facada na região do peito, segundo o padrasto, o eletricista Nazareno Costa Souza, de 39 anos. Souza conta que o enteado, que ele considerava como um filho, já que tinha criado desde pequeno, estava em casa quando foi surpreendido por três homens encapuzados.

"Foi por volta de 18h30 dessa sexta. Ele estava com a namorada deitado em uma rede no quintal de casa quando chegaram três homens encapuzados, mandaram a menina sair de perto e deram os tiros nele e ainda uma facada. Não sei porque fizeram isso com meu filho, ele era um menino que só saía de casa para a aula, não tinha envolvimento com drogas. Quem souber de alguma coisa, por favor, procure a polícia e denuncie. Quero justiça", desabafou o padrasto.

Outro caso foi o do adolescente Wellington Andrade Lima, de 16 anos, que foi morto a golpes de faca. O crime ocorreu no bairro Aeroporto Velho e o corpo do adolescente chegou por volta das 23h25 no Instituto Médico Legal. O outro homicídio registrado foi de Adriano Linhares de Freitas, 33 anos. De acordo com informações do IML, o homem foi morto a tiros no Ramal Benfica, na região do bairro Vila Acre, Segundo Distrito de Rio Branco.



Fonte: G1 Acre

Top Ad 728x90