Top Ad 728x90

segunda-feira, 15 de maio de 2017

,

População de Acrelândia é contemplada com projeto Mulher Cidadã e Saúde Itinerante

A primeira edição de 2017 foi promovida na Escola Estadual de Ensino Fundamental Professor Pedro de Castro Meireles. Além dos serviços e atendimentos, também foram desenvolvidas ações educativas e preventivas, com foco no planejamento familiar, gravidez na adolescência, drogadição, saúde mental e violência doméstica.

Mais cidadania e acessibilidade são características definidas do Projeto Mulher Cidadã, que chegou a sua 16ª edição no último fim de semana, em Acrelândia. Em média, 2.700 pessoas foram contempladas com serviços de saúde, psicossocial, jurídico e econômico. A iniciativa, coordenada pelo gabinete da vice-governadora Nazareth Araújo, tem como público alvo mulheres em situação de vulnerabilidade e todo o universo feminino: maridos, filhos e familiares.

A primeira edição de 2017 foi promovida na Escola Estadual de Ensino Fundamental Professor Pedro de Castro Meireles. Além dos serviços e atendimentos, também foram desenvolvidas ações educativas e preventivas, com foco no planejamento familiar, gravidez na adolescência, drogadição, saúde mental e violência doméstica.

“Sinto-me muito feliz por estar realizando o Mulher Cidadã em Acrelândia, com participação maciça da comunidade. Essa é união de todos pelo município, com uma presença forte das secretarias de Estado e parceria da Prefeitura. Uma forma que criamos de estender cidadania, pregando uma sociedade de paz e proporcionando o acesso a mais educação, ao garantir direitos e serviços”, ressaltou a vice-governadora Nazareth Araújo.

Para a vereadora de Acrelândia, Rosa do Eurico, a ação desafoga as demandas de saúde e social no município. “Esse programa tem impacto direto nos nossos serviços. Nós temos algumas pendências na saúde, que são dissolvidas por meio desse mutirão de atendimento”, reforçou.

Saúde Itinerante

Parceiro do Projeto Mulher Cidadã, o Programa Saúde Itinerante oferta atendimento médico, exames e medicação aos cidadãos. Em Acrelândia, um biólogo, dois assistentes sociais, três enfermeiros e 16 médicos participaram da ação, nas especialidades de ginecologia, pediatria, cardiologia, endocrinologia, clinica geral e geriatria.

Após as consultas, os pacientes eram encaminhados para realização de exames, ofertados na própria escola. Maria Aparecida, 53 anos, saiu satisfeita. “Fui muito bem atendida pelos médicos. Pude fazer meu ultrassom, exame de sangue e já peguei a medicação”, elogiou.

Carlos Araújo, 36 anos, foi com toda a família realizar consultas e exames. “Tem muitas coisas que a gente não tem município, que quando vem o Saúde Itinerante a gente tem acesso. Vim com a minha mulher e meus dois filhos e saímos satisfeitos”, disse.




Fonte: agencia.ac.gov.br

Top Ad 728x90