Top Ad 728x90

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

,

Acrelândia recebe obras de ampliação do sistema de abastecimento de água

Com um ritmo acelerado de trabalho, agentes técnicos e diversos maquinários executam as obras de ampliação do reservatório de Acrelândia, que fica a 113 quilômetros da capital, Rio Branco, e tem uma população superior a 14 mil habitantes.

O governo do Acre, por meio do Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa), realiza os serviços de escavações no açude da Estação de Tratamento de Água (ETA) e a instalação de uma nova adutora e estação de tratamento.

“Neste período de verão, estão sendo feitos o aprofundamento do leito do reservatório, a elevação das barragens e novas estruturas de captação. Com a conclusão das intervenções, teremos uma capacidade reservada para abastecer a cidade por três meses sem chuva”, destaca o diretor-presidente do Depasa, Edvaldo Magalhães.

O gestor ressalta que será um novo tempo no abastecimento de Acrelândia, devido à decisão e o comprometimento do governador Tião Viana de possibilitar todas as estruturas que beneficiem a comunidade.

“Em 2011, a cidade tinha apenas 480 ligações. Hoje, com o programa Ruas do Povo, saltamos para mais de duas mil ligações domiciliares. Na zona urbana, temos mais de 25 quilômetros de rede nova. E agora estamos adquirindo uma nova ETA, que vai possibilitar ter uma distribuição suficiente para atender a cidade inteira todos os dias, o dia todo”, relata Magalhães.

Uma equipe técnica do Depasa esteve no último fim de semana no município, acompanhando o andamento das obras no reservatório, como a frente de serviços na central de abastecimento, que recebeu as estruturas da nova ETA, vinda do estado de Santa Catarina, via terrestre.

Período de estiagem

Como a cidade não tem um rio em suas proximidades, o sistema de abastecimento de Acrelândia capta água de açudes. Na chegada do período de estiagem, entre julho e setembro, o volume de água do reservatório diminui e acaba gerando muitas dificuldades.

No ano passado, houve uma queda brusca na lâmina de água do açude. Sua profundidade é de 2,80 metros, porém, em alguns pontos o nível ficou menor que 20 centímetros.

Com essa experiência, o Depasa desde então mantém diversas ações emergenciais e atua de forma estratégica para melhorar a rede de distribuição de água, com diversas manutenções, além promover ações da campanha educativa “Nós contra o desperdício”.



Fonte: agencia.ac.gov.br

Top Ad 728x90